This ain't a fairytale..

Fc novo pra 1D: @0psst0mmo

catharinasilva:

Sigo de volta

Eu sinto falta até de quando a gente não dava certo, quando eu temia por aguentar mais uma briga e você dizia que aquela era a última partilha, o último beijo, o último toque e o último aperto no peito, a última vontade que iria passar. De quando a lembrança era sólida, a saudade dita, a falta mandada embora. Era bom ficar perto, guardar na memória, escutar no coração… Era bom olhar para si mesmo e não ter que pedir perdão, nem envergonhar-se pelas palavras usadas, pelo cheiro impregnado nas roupas. Era bom querer mandar no teu coração e insistir para ele não escolher a gente porque eu sempre disse chega, sempre empurrei as coisas para cima de ti e eu tava errado, agora quero dormir na porta da tua casa e irritar o teu cachorro enquanto te distraio para mim. Agora quero que a única coisa que aconteça é o que tem quando tua mão toca a minha nuca e aperta os lados do meu rosto, quando teu beijo demora e teus lábios não querem te deixar livre, gosto quando tu quer te perder de novo e revira os olhos quando eu ultrapasso teu limite, gosto quando tu arranca alguma demonstração minha de que tu já saiu da minha e eu quem to pendurado na tua. Queria voltar a fazer a piada que tu gosta e rir de quando tu esconde o rosto de ciúme com as mechas que caem sobre o teu rosto, sinto falta de por birra te deixar dormindo no cantinho da cama e te trazer pros meus braços quando tu me pede sossego. Sinto falta da tua ira, Stacie, do teu chorinho para eu te ligar, de quando tu me deixava perder minhas coisas pela tua casa, de quando tu aturava minha exaustão, meu resmungo de quem ta falando para ir, mas descansa a cabeça no teu colo e fica. Sinto falta de te ver se importar quando eu só como besteira, do quanto o cigarro me dificulta e o quanto tu é anestésica. Sinto falta de quando tu sabia meu número de cor e gritava meu nome no portão da minha casa, de quando eu te assustava e tu me enchia de tapas que não doíam, mas Stac… Agora teu jeito machuca mais do que todo o teu histerismo junto.
Quando a gente ama a gente diminui pra dar espaço pro outro entrar na gente.
Ninguém morre de saudades, nem de amor, nem de tédio. Mas é melhor você arrumar um emprego, porque de fome sim, você morre.